Carrinho de Compras

Chás e Infusões

Confira as condições de Frete Grátis para sua região!

Tradições dos Chás – Índia

Seguimos viajando pelo universo do chá!

E chegamos na grande Índia, a terra que possibilitou aos ingleses garantir o hábito de consumir chá, desde os anos 1800. Atualmente, a Índia é o segundo maior produtor de chá no mundo.

Conforme registros históricos, a China possuía o monopólio no fornecimento de chá para a Inglaterra, o que limitava bastante o acesso à bebida pelos ingleses.

Por esta e outras razões, a Inglaterra criou a Companhia das Índias Orientais, que conseguiu sementes e plantas contrabandeadas da China e estas foram cultivadas com as espécies locais em Assam. 

Uma outra medida adotada pela Inglaterra foi a contratação de trabalhadores da China para estabelecer jardins de chá no norte da Índia. O clima no país e os diversos “terroirs” facilitaram a propagação do plantio e produção local.

Atualmente a Índia responde por aproximadamente 22% da produção mundial de chá e somente 20% deste total é exportado, pois desde a década de 1950, com o advento da classificação CTC, o chá indiano passou a ser mais acessível ao público interno. O método CTC envolve a utilização de máquinas industriais para o processamento das folhas do chá, ou seja, folhas grandes e espessas podem ser trituradas e moídas para acelerar a oxidação. Este método é utilizado somente para a produção de chá-preto.

Chá de saquinho (industrializado)

Voltando às terras indianas, as regiões de Assam e Darjeeling são as mais famosas produtoras, inclusive, Darjeeling é conhecida por produzir o “champagne dos oolongs”, uma bebida muito reconhecida e apreciada. Mas existem ainda outras regiões produtoras, como Kangra, Sikkim, Nilgiri, Munnar e Bangalore. Cada uma destas localidades produz chás com importantes especificidades, garantindo sabores variados e refinados às bebidas.

Os principais chás produzidos na Índia são o chá-preto, chá-verde e chá-branco.

Podemos entender que a China foi a grande responsável pela criação e propagação da cultura do chá no mundo (pensando sempre em Caméllia Sinensis), mas a Índia teve e tem papel fundamental na facilitação do acesso aos chás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.