Carrinho de Compras

Chás e Infusões

Confira as condições de Frete Grátis para sua região!

A influência da água no preparo do chá

Quando falamos em chás e infusões, pensamos logo nos sabores, tipos de plantas, origem, benefícios para a saúde, etc. Mas, o que seria destas bebidas sem uma boa água? Sim, a água compõe 99% de uma xícara de chá e sua qualidade tem grande importância no resultado final.

Portanto, é importante conhecer um pouco melhor este elemento que pode favorecer muito a experiência de degustar uma saborosa xícara de chá.

Para preparar um chá com pouquíssima interferência no sabor da bebida, recomenda-se optar pela água de nascente, muito pura e saudável! Mas… difícil, não é mesmo? De qualquer modo, quem tiver o privilégio de ter uma fonte de água natural por perto, pode aproveitar e usufruir ainda mais desta riqueza.

Foto Unsplash

Na ausência de águas mais puras, deve-se buscar opções com baixa adição de minerais, sais e metais. Por isso, a água filtrada é uma das melhores opções para a elaboração dos chás, diferente da água mineral que, apesar de poder ser utilizada, ela poderá interferir mais no sabor do chá do que a água filtrada, devido a sua composição.

Em geral, a água tem PH neutro (7), mas a da torneira pode ser um pouco alcalina ou ácida para o chá. A água também contém gases dissolvidos, que podem apresentar odores, ou ser muito mineralizada, capaz de encobrir os sabores mais delicados da infusão.

Além do tipo de água, existe um outro fator muito importante a ser considerado: a temperatura. 

Aquecer a água na temperatura correta é o segredo para se ter bebidas bem preparadas.

Um exemplo: para fazer infusões das folhas do chá (Camellia Sinensis), flores e ervas diversas, não se deve deixar a água ferver a ponto de surgirem grandes borbulhas, pois isso certamente irá queimar o chá, alterando o gosto e comprometendo as propriedades das plantas. 

Em resumo, no que diz respeito a água para o preparo do chá perfeito, considere:

  • Utilizar a água mais pura possível, podendo ser filtrada;
  • Evite ferver a água (salvo a exceção dos chás oxidados). Uma dica simples é desligar o fogo ou sua chaleira elétrica quando perceber o surgimento das primeiras pequenas borbulhas (se puder utilizar algum medidor de temperatura, melhor ainda!);
  • Tempo de infusão variável, ou seja, recomenda-se consultar a embalagem dos produtos. Abaixo serão apresentadas algumas recomendações de preparo para os chás de folhas soltas (granel):
  • Chá verde, de 30 segundos a até 2 minutos. Mais do que isso, será liberado mais tanino e a bebida poderá ficar muito amarga. Água na temperatura de 65ºC a 75ºC;
  • Chá branco, cerca de 2 minutos. Água no máximo a 85ºC;
  • Pu-Ehr, cerca de 2 minutos. Água a 95ºC;
  • Oolongs e chá amarelo, de 1 a 2 minutos. Água no máximo a 85ºC;
  • Chá preto, de 20 a 30 segundos. Água de 95ºC a 100ºC;
  • Infusões de ervas, flores, frutas e especiarias, pode-se considerar tempo médio de infusão de 5 minutos ou mais. Água até 100ºC considerando o método de infusão.

Observação: os chás de folhas soltas podem passar por mais de uma infusão e, neste caso, os tempos de preparo sugeridos acima deverão mudar. Mas isso será visto em um próximo post : ) !!

Vale lembrar que os fabricantes de chás e infusões sempre informam o modo de preparo recomendado em suas embalagens e estas informações são importantes de observar, mas com o tempo e conhecendo melhor os próprios gostos, pode-se modificar alguns elementos do preparo, como quantidade de água e tempo de infusão, a fim de chegar na bebida ideal para cada gosto, que as vezes é bastante pessoal.

O mundo dos chás é vasto e cheio de boas surpresas… aventure-se e descubra cada vez mais motivos para apreciá-los!

Bom chá para você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.